MEGALEILÃO DA CESSÃO ONEROSA SERÁ UM MARCO NA HISTÓRIA MUNDIAL DE EXPLORAÇÃO DE PETRÓLEO


O Leilão dos Volumes Excedentes da Cessão Onerosa, ativo integrante do portfólio do PPI/Casa Civil, será um marco na história mundial de exploração e produção de petróleo e gás, com a oferta de quatro áreas na Bacia de Santos, com estimativa de captação de aproximadamente R$ 106 bilhões em bônus de assinatura.

O vencedor terá a possibilidade de explorar quatro áreas de reservas de petróleo no Pré-Sal da Bahia de Santos: Atapu, Sépia, Búzios e Itapu. Isso significa reservas de 6 a 12 bilhões de barris de petróleo.

Para se ter uma ideia da dimensão desse óleo acumulado na camada pré-sal, essas áreas estão em profundidades médias de 7 mil metros abaixo do nível do mar. Países que fazem parte da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEC, na sigla em inglês) – que reúne os maiores exportadores de petróleo do mundo -, não têm em seus territórios reservas comprovadas de óleo desse tamanho. É o caso de Angola, Gabão, Congo e Guine Equatorial, na África, e Equador, na América do Sul, todos, individualmente, com reservas comprovadas de petróleo menores do que o excedente da Cessão Onerosa, que é o petróleo que vai ser efetivamente leiloado.

Por este motivo, o leilão de quarta-feira (6), no Rio de Janeiro, cria grandes expectativas, tanto no mercado quanto no governo. Mais de 10 empresas estão inscritas, incluindo estrangeiras como Shell e ExxonMobil, e nacionais como a própria Petrobras. E, o Governo Federal espera arrecadar R$ 106 bilhões em bônus de outorga, valor pago pelo vencedor à União na assinatura do contrato. Este valor vai ser repartido com a Petrobras, municípios, estados e com o Rio de Janeiro, estado produtor.

Estão previstos 35 anos de exploração dos campos de petróleo que serão leiloados e a estimativa do Governo Federal é de que R$1,1 trilhão sejam investidos neste período, gerando empregos diretos e indiretos, dinamizando a economia, atraindo o capital externo e arrecadando impostos com a exploração.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *