GOVERNO DO RN CONFIRMA CALOTE DE R$ 2,4 BILHÕES, SINDICATOS QUEREM 16,38% DE REAJUSTES E UMA BOLHA SE CRIA DENTRO DO ESTADO

Governo do Rio Grande do Norte confirmou por meio de nota oficial, que o estado recebeu um calote de R$ 2,4 bilhões de débitos anteriores a sua gestão. Um presente deixado pelo ex-governador e incompetente gestor Robinson Faria. Sem lastro financeiro para cobrir despesas, o estado pode paralisar às atividades operacionais e administrativas. Os fornecedores do produtos e serviços só teriam quitação a partir de 2020.

Para complicar ainda mais, com todos esses problemas, os sindicatos ficaram revoltadinhos devido a governadora ter faltado uma reunião com os mesmos para decidir pontos da “grande paralisação” de amanhã. A pressão dos “sindicatos” é para que o governo lhes deem um aumento igual foi dado aos procuradores do estado de 16,38%.

Um outro ponto importante disso é que o relator da reforma da previdência, o deputado Samuel Moreira (PSDB/SP), decidiu retirar estados e municípios da reforma. A decisão foi tomada após muitas conversas. Agora imaginem só, o governo declara que tem um calote de R$ 2,4 bilhões deixados pela gestão passada, os municípios norte-riograndense, a maioria é dependente do FPM (fundo de participação dos municípios), para quitar salários, fornecedores e outras despesas. Os sindicatos por sua vez, estão cobrando reajustes de 16,38% para todas as categorias, fora outros problemas que irão surgir. 

Com tantos problemas assim, será que o estado do RN e os municípios potiguares, estarão preparados para ficar fora da reforma da previdência? A governadora Fátima, até que ponto está preparada para aguentar a pressão dos “sanguessugas” sindicalistas que pouco produzem, mas vivem de paralisar serviços públicos prejudicando a população?

Amanhã haverá paralisação contra a reforma da previdência, os sindicatos estão convocando a classe de “trabalhadores” para parar o estado em busca da não aprovação da reforma previdenciária. Como mencionamos, o estado mal está conseguindo andar com seus próprias pernas e sem está incluso na reforma, até onde irão aguentar? 

Eis à dúvida!

A bolha está crescendo e em breve ela vai estourar. 

Pega a visão. 

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *