O ESTADO DO RN FECHA HOSPITAL, MAS GARANTE AUMENTO PARA PROCURADORES. FÉRIAS E 13º PARA DEPUTADOS ESTADUAIS

O fechamento do Hospital Ruy Pereira em Natal torna-se uma contradição governamental quando o governo alega está com dificuldades nas contas do estado. Contas que foram herdadas do governo Robinson Faria ex-governador, que convenhamos, fez uma péssima gestão, deixando o estado no vermelho.

Porém o atual governo contribuiu para que este fato viesse ser consumado, quando resolveu sancionar o projeto de lei que permitiu um reajuste de 16,38% nos salários dos procuradores do Estado. Com a aprovação, os salários tiveram um aumento e hoje variam de R$ 32 mil à R$ 35 mil reais, dependendo da classificação que exercem. 

Nas projeções do governo, o custo anual desse reajuste para os cofres do Estado será de R$ 33 milhões a mais no orçamento, ou seja, sacrifícios teriam que ocorrer. Como se não bastasse o reajuste “caviar” dos procuradores do Estado, ainda tivemos a aprovação do pagamento das férias e 13º dos nossos “ilustríssimos deputados”, salientando que o décimo 13º é retroativo de 2015. Mais um custo altíssimo que o contribuinte potiguar terá que arcar.

Não é por falta de dinheiro que o Hospital Ruy Pereira está fechando às portas, é por negligência do Estado (Executivo, Legislativo e Judiciário), que legislaram em causa própria, mesmo sabendo das condições que o estado e o país vem passando. Mesmo estes tendo ciências de que o estado sequer tinha cumprido o calendário de pagamento de 2017, por meio “legal” (imoral), resolveram aumentar os próprios salários.

Alguém teria que pagar a conta e arcar com às consequências, quem perde com o fechamento do Hospital Ruy Pereira? Você, contribuinte e cidadão norte-riograndense. 


Por Wilson Lima

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *