TÁ COM AMNÉSIA? VEM CÁ, VAMOS RELEMBRAR ALGUNS FATOS QUE LEVARAM O GOVERNO ATUAL BLOQUEAR GASTOS DISCRICIONÁRIOS. LEIAM!



O Brasil está “estarrecido” com o anuncio feito pelo governo federal de contingenciar (bloqueio temporário) R$ 29,8 bilhões dos gastos discricionários (gastos não obrigatórios) das pastas que compõe os ministérios. O contenção de gastos atingiu a pasta da educação com um valor de R$ 5,8 bilhões e isto foi motivo para as universidades públicas do país se manifestarem e levantarem as bandeiras contra as medidas do governo.


Como o brasileiro tem problemas de esquecimento, resolvemos assim relembrar  que em 2015, na gestão da ex-presidente Dilma Rousseff e com o lema “PÁTRIA EDUCADORA”, o país contingenciou R$ 70 bilhões das pastas que referiam-se aos 38 ministérios, a educação na época teve um corte de R$ 10,5 bilhões, o que correspondia a 10% do orçamento do MEC.

Em 2015 o bloqueio das despesas não foram tanto exploradas pelas universidades federais e pela mídia, porque o viés ideológico já predominava dentro das universidades, o que não é diferente dos dias atuais. Os reitores de 54 das 58 universidades brasileiras apoiaram a presidente Dilma Rousseff em 2014 ano de sua reeleição, porém calaram-se em 2015 com o anuncio do bloqueio dos investimentos em educação. Porque?


Como sabemos que a amnésia é algo surreal e surpreendente neste país (em alguns milhões de brasileiros), resolvemos fazer uma retrospectiva e mostrar alguns fatos esquecidos pelos mesmos “alunos da pátria educadora” que hoje enchem as redes sociais em repúdio as medidas tomadas pelo governo atual. Resolvemos mostrar através dos números que o governo anterior a este fez O MAIOR CORTE DE DESPESAS da história do Brasil.

Resolvemos mostrar que os reitores que hoje emitem notas repudiando o atual governo, em sua maioria são os mesmos que ABRAÇARAM o governo responsável pelo MAIOR CORTE DE GASTOS da história do país e calaram-se diante do descalabro do governo federal em 2015. 

Queríamos muito que o governo não fosse obrigado a cortar despesas, mas perante o desmonte que o estado brasileiro sofreu durante esses 15 anos de governo petista, hoje sabemos que não é por ser MAU que o governo faz isso e sim por necessidade. Afinal, não houve um corte como mídia divulga, houve um contingenciamento (bloqueio) dos gastos e que pode voltar a serem investidos em outras áreas, como foi falado pelo ministro e pelo presidente. 

Não vamos esquecer os fatos que nos levam a tomar medidas duras e salgadas, por IRRESPONSABILIDADE, CORRUPÇÃO E ROUBO dos governos anteriores. Não entraremos neste mérito agora, mas se isto aconteceu, foi porque lá atrás alguém gastou mais do que devia ou desviou recursos que eram destinados a essas pastas. Não esqueçam também que dentro do MEC ocorreram diversos casos de desvio de dinheiro, reitores que foram investigados e tiveram prisão decretada por desvio de recursos, fora outros casos que virão à tona em breve. 

A melhor forma de saber informações concisas e verdadeiras, é buscando informações com fontes seguras e sempre seguindo a linha do tempo entre passado e futuro, afinal, o que estamos passando hoje é o reflexo do que foi encoberto no passado, há muita coisa para ser dita e esclarecida, mas não vamos nos estender. Por tanto, LEIAM.


LINK DO BLOQUEIO DE GASTOS 2019


LINK DO BLOQUEIO DE GASTOS 2015 (MAIOR DA HISTÓRIA)


LINK DO CORTE NA EDUCAÇÃO 2019


LINK DO CORTE NA EDUCAÇÃO 2015


LINK DO APOIO DOS REITORES A DILMA ROUSSEFF (SILÊNCIO DOS REITORES)

LINK DO CASO DO REITOR DA UFRJ QUE TEVE PRISÃO DECRETADA POR DESVIO DE R$ 43 MILHÕES.

“A LEITURA É A  FORMA MAIS AMPLA DO SABER”.

LEITURA POTIGUAR

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *