Eles (Correios) quebram sozinhos por ineficiência de gestão e nós pagamos a alta conta. Ainda ficamos a mercê dos serviços mal prestados.

Já imaginou você sendo dono de uma empresa que não enfrenta concorrência, que determina os preços dos serviços, fretes, contratos, que domina o um mercado com um potencial logístico gigante para mais de 200 milhões de pessoas, ou seja, mais de 200 milhões de clientes em potencial? Você imaginária qual o lucro sua empresa poderia ter sem que houvesse concorrentes?

O Tribunal Superior do Trabalho propôs ontem (07) um acordo entre “correios e carteiros”, para evitar uma nova greve da categoria. A proposta apresentada pelo TST é que os correios pague um reajuste salarial integral de da inflação medida pelo INPC e não apenas 60% desse indicador como a empresa propôs aos empregados.

O valor apresentado pelo TST, é o valor integral da inflação medida pelo INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), ou seja, o valor de 100% nos reajustes dos salários dos carteiros. Como todo trabalhador brasileiro, carteiro também é gente e merece ser valorizado, o reajuste “seria” viável “se” a empresa ao gerasse lucro para o estado, onde as dívidas não caíssem no colo dos consumidores, mas infelizmente por falta de gestão não é isso que acontece.

A Estatal é uma das empresas que mais apresentam contas no vermelho no final de cada balanço financeiro anual. Sem concorrência no mercado, os resultados poderiam ser satisfatório, a qualidade no serviço excelente e os lucros positivos. Mas hoje a realidade é bem diferente, criticada por agentes de mercado, os correios teria tudo para ser uma das estatais mais valiosas do país, por explorar um serviço logístico em um país com extremidades continentais.

Com o reajuste dos salários dos servidores, os preços dos serviços também serão reajustados para aumentar a arrecadação e cobrir os custos. Os preços serão repassados ao consumidores finais encarecendo assim ainda mais os serviços, porém a qualidade e os problemas de gestão da empresa continua sendo os mesmos, pois, entra ano e sai ano e a melhora nos serviços dos correios só é visto nas propagandas da empresa nos meios de comunicação. Você que necessita dos serviços, preparem os bolsos, a conta ficará mais cara e a qualidade continua sendo a mesma.

https://economia.uol.com.br/noticias/estadao-conteudo/2018/08/07/tst-propoe-reajuste-de-100-da-inflacao-para-carteiros-para-evitar-greve.htm

Compartilhe:

One thought on “Eles (Correios) quebram sozinhos por ineficiência de gestão e nós pagamos a alta conta. Ainda ficamos a mercê dos serviços mal prestados.

  • 8 de agosto de 2018 em 09:50
    Permalink

    E será assim com outras autarquias governamentais, uma vez que, não há gestão nos órgãos de atendimento ao cidadão, a exemplo o Detran que está sucateado e só acumula dinheiro com a indústria das multas. Lamentável isso!

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *